Conteúdo Básico Comum

O Currículo básico comum, também conhecido como CBC, veio para auxiliar e dinamizar o trabalho do professor em sala de aula. Desde 2005, ele se tornou a peça central de todas as disciplinas da rede estadual de Minas Gerais. Ele é, então, uma estrutura estadual e, em nosso caso, é o nosso plano pedagógico para o direcionamento das escolas, sendo levado em consideração nas avaliações externas, como o PROEB. As versões atualizadas do CBC de História se encontram no Centro de Referência Virtual do Professor (CRV). Lá também estão os principais instrumentos para se trabalhar com o CBC, contando com as Orientações Pedagógicas e os Roteiros de Atividades, que são, respectivamente, sugestões de aulas e atividades possíveis dentro da estrutura de trabalho pedagógico com a disciplina histórica.

Com as mudanças na perspectativa pedagógica, o foco de trabalho do CBC de todas as disciplinas é sobre o desenvolvimento de habilidades específicas dos alunos. Não podemos considerar como uma desistência no que se refere aos conteúdos que serão trabalhados em sala, mas sim, uma aplicação e um trabalho diferente desse conteúdo. Espera-se um trabalho autônomo e o desenvolvimento de um aparato intelectual dos alunos sobre os conteúdos. A função do professor em sala de aula toma a noção de mediação e orientação mais do que a antiga transmissão em via única do conhecimento. Na atualidade, e com as constantes mudanças, espera-se que a formação também seja dinâmica e que todos consigam trabalhar com os mais diferentes conteúdos possíveis. Os conteúdos serão, então, trabalhados com o intuito de desenvolver no aluno o trabalho autônomo, a capacidade crítica e o posicionamento argumentativo.

Os CBCs são o ponto de referência para Minas Gerais, do qual todas as regiões de nosso imenso estado podem se encontrar e estabelecer parâmetros para o trabalho nas escolas. Pela grande disparidade existente entre as regiões, os CBCs de todas as disciplinas também são utilizados como base para as avaliações externas, como o PROEB e o PAAE, desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais. Apesar da disciplina História não ser avaliada diretamente no PREOB, já que são avaliadas somente as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática de 5º, 9º do ensino fundamental e o 3º ano do ensino médio, grande parte dos instrumentos necessários para o trabalho histórico dependem dessas duas disciplinas. Assim, a História é de fundamental importância para o desempenho dos alunos nessa avaliação. O PAAE, que anteriormente era exclusivo para o 1º do ensino médio, passará a ser aplicado também em todos os anos do ensino fundamental. Como ela leva em consideração todas as disciplinas e tem como base o CBC, servirá para as escolas, e principalmente professores, direcionarem seus trabalhos, diagnosticarem as dificuldades e planejarem as principais intervenções para sanar todas elas. O objetivo aqui é justamente estabelecer um parâmetro de visualização do desenvolvimento dos alunos e sobre a qualidade do ensino da rede estadual de ensino.

Então, mais do que nunca, espera-se dos professores um trabalho conjunto, visando principalmente um trabalho interdisciplinar. A possibilidade de trabalhar os mais diferentes conteúdos em todas disciplinas enriquece o trabalho dos profissionais da educação. Possibilitanto aos alunos um trabalho e uma formação que abarca as mais diferentes questões e que leva em consideração sua formação como um todo, e não somente seu desempenho numa única disciplina.

Neste blog, estarão presentes algumas sugestões de trabalhos e atividades, utilizando como foco o CBC de História. Espera-se também a participação dos professores da SRE-Caxambu, já que a ideia aqui se volta à troca de experiências e a busca por trabalhos que estão funcionando efetivamente nas escolas.

Abaixo está a apresentação feita para a Capacitação dos Professores de História da SRE Caxambu, em 2012.





CBC de História - Ensino Fundamental
CBC de História - Ensino Médio
CBC de História - Reinventando o Ensino Médio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário